2021... UM NOVO CENÁRIO EDUCACIONAL

      Pela necessidade de distanciamento social o Samaritano adotou estratégias de ensino não presencial para garantir a continuidade das atividades curriculares. Nossa equipe de profissionais tem trabalhado muito para fazer nossa estrutura chegar a todos. Utilizamos nossa experiência para criar novas maneiras de nos conectar, revisitamos a nossa didática e buscamos tecnologia e inovação para estar perto de cada estudante. O reconhecimento que temos recebido nos dá a certeza de que estamos no caminho certo.

      Quando tudo isso passar, não voltaremos ao que éramos. Estaremos diferentes, melhores, munidos de ferramentas inovadoras para multiplicar o conhecimento. Teremos a vivência de quem superou as adversidades mantendo a conexão essencial para a educação. Estaremos lado a lado novamente, mas com a convicção de que em momento algum ficamos sozinhos.

PLANO DE AÇÃO SAMARITANO 2021

           Diretores, coordenadores e corpo docente do Instituto Samaritano de Ensino se empenharam para elaborar o Plano de Ação 2021. Esse plano compreende:

a) Revisão do planejamento anual

          Envolve o mapeamento geral e comparativo do que foi planejado, do que foi e o que está sendo trabalhado durante o período de Ensino Remoto e do que ficará pendente. Frente à situação que estamos vivendo, a proposta é de enxugamento de algumas atividades (eventos, datas comemorativas) em 2021, para uma maior concentração na reposição de conteúdos e atividades essenciais sem, no entanto, sobrecarregar os alunos.

     Os conteúdos serão divididos em dois: 

b) Avaliação diagnóstica

     O objetivo é avaliar a efetividade do ensino remoto e identificar a defasagem dos estudantes durante o afastamento das salas de aula.

c) Plano de recuperação

     Para atender os estudantes que apresentaram dificuldades com relação àquilo que foi previsto e esperado em termos de aprendizagem. O professor selecionará o que é essencial, disponibilizará roteiros de estudo e aproveitará o material das aulas gravadas para recuperar essa defasagem.

d) Medidas pedagógicas e gestão de pessoas

   Compreende:

EDUCACÃO INFANTIL

     É importante que as crianças tenham oportunidade para expressar seus sentimentos. Provavelmente, muitas retornarão ao ambiente da escola agitadas, chorosas ou mesmo agressivas. Observar as crianças constantemente é e continuará sendo uma ação pedagógica prioritária. Todos os profissionais estarão atentos às manifestações das crianças, respeitando suas reações e proporcionando experiências saudáveis que possam ajudá-las a superar desafios. Exploraremos as diferentes linguagens, diferentes materiais e recursos para tornar o ambiente da escola um local tranquilo e acolhedor. 

ENSINO FUNDAMENTAL (ANOS INICIAIS E FINAIS)

     A Educação que se segue pós-pandemia deverá formar crianças e jovens para a resolução colaborativa de problemas. Devemos avançar com o Ensino Híbrido e com a Educação 4.0 procurando desenvolver as competências socioemocionais, também conhecidas como competências do século XXI.

     As metodologias ativas estarão presentes nas aulas. O envio de conteúdo antecipado nos ambientes virtuais terá como objetivo estimular os estudantes a resolverem problemas, praticar a empatia, a colaboração e também exercitar as competências socioemocionais, como: autocuidado, autogestão e criatividade.

      O Samaritano continuará garantindo aos alunos uma Educação pautada em princípios e valores, pois, entendemos que não é suficiente apenas dominar a técnica, mas é preciso desenvolver as competências humanas de cooperação, adaptação e comunicação como condições essenciais para a construção de um mundo melhor pós-pandemia.

     A nossa escola nesses novos tempos tem consciência de que deverá preparar os alunos para  os novos desafios e para a vida como ela é: inovadora, conectada, desafiante e compartilhada. 

ENSINO MÉDIO

      Tradição e Inovação: é assim que o Instituto Samaritano apresenta o Ensino Médio. Tradicional no sentido de formação e inovador no sentido de transformação. Atendendo aos novos parâmetros educacionais do Ensino Médio, o Instituto Samaritano oferece em 2021 um ensino dinâmico, moderno, forte e adaptado às realidades do mundo contemporâneo.

      Buscamos a formação integral do aluno, tanto no aspecto intelectual, com a apreensão de conteúdos que serão essenciais em suas escolhas profissionais, quanto no aspecto emocional, preparando pessoas equilibradas para o convívio em sociedade. As entrelinhas desse processo são permeadas constantemente com valores atemporais como respeito, honestidade, responsabilidade, empatia, ética e outros, fundamentais na busca de uma sociedade mais justa e fraterna.

   Compreendemos que a visão compartilhada, o trabalho em equipe e a ação colaborativa são essenciais para proporcionar aos alunos uma aprendizagem verdadeiramente significativa, a melhoria gradativa de sua autonomia e o desenvolvimento de suas potencialidades.      

       O Samaritano inicia o próximo ano letivo já adaptado à nova proposta do Novo Ensino Médio que se torna obrigatório somente em 2022. O Novo Ensino Médio do Samaritano oferecerá aos alunos um caminho muito diferenciado em sua formação. Além de focar no Enem e nos concursos vestibulares o Samaritano ajudará o aluno a desenvolver o seu Projeto de Vida. Essa mudança no Ensino Médio acompanha a era da transformação digital, social, nas relações humanas e nas profissões. O Samaritano, junto com o Sistema Positivo de Ensino, está preparado para construir uma educação realmente inovadora. 

NOVA DINÂMICA DAS AULAS DO ENSINO MÉDIO

     As aulas, bem como o material didático do Sistema Positivo de Ensino, contemplarão dois grupos formativos: a Formação Geral Básica (FGB) e os Itinerários Formativos (IF).

     Na Formação Geral Básica (FGB), os componentes curriculares estarão organizados nas diversas áreas do conhecimento (disciplinas). Essa é a parte do currículo que contempla as habilidades e competências previstas na Base Nacional Curricular Comum (BNCC). Por outro lado, os Itinerários Formativos (IF) aprofundarão e ampliarão os conteúdos da Formação Geral Básica e são compostos de unidades curriculares obrigatórias e eletivas, entre elas, o Projeto de Vida. Essa é a parte do currículo que o Samaritano formatará de um jeito que faça sentido para a cultura educacional de Franca e região, oferecendo aos alunos a oportunidade de seguir um caminho personalizado.

      Teremos aulas dinâmicas e divertidas ministradas por professores altamente qualificados (mestres, especialistas ou doutores em suas respectivas áreas do conhecimento), abordagens interdisciplinares, currículos flexíveis, educação focada no protagonismo juvenil com o desenvolvimento do projeto de vida dos estudantes.

      São quase 60 horas-aula semanais, englobando aulas da Formação Geral Básica (Matemática, Física, Química, Biologia, História, Geografia, Gramática, Literatura, Redação, Língua Inglesa, Filosofia, Sociologia, Artes e Educação Física) e aulas dos Itinerários Formativos (projeto de vida, oficina de textos, plantões de dúvidas e aulas de aprofundamento, grupos de apoio emocional, aulas de laboratório, aulas especiais para olimpíadas em várias disciplinas, aulas de robótica e eletrotécnica, etc.). Tudo isso com a qualidade e o compromisso do Instituto Samaritano de Ensino.

AULAS AO AR LIVRE

        O isolamento social, por conta da pandemia do novo coronavírus, tem provocado efeitos negativos sobre a saúde e desenvolvimento das crianças e adolescentes. Sedentarismo, baixa motricidade e até miopia são alguns dos seus efeitos. As pesquisas mostram que o convívio com a natureza proporciona bem-estar mental, estimula a criatividade e favorece o desenvolvimento socioemocional dos alunos. A realização de aulas ao ar livre faz parte das recomendações publicadas pela Sociedade Brasileira de Pediatria.

       O contato com a natureza na infância e na adolescência previne doenças crônicas como diabetes e asma, equilibra os níveis de vitamina D, contribui para a melhora da coordenação psicomotora e estimula o desenvolvimento das múltiplas linguagens.
    Num ano letivo diferente do habitual, as aulas ao ar livre serão uma grande alternativa para a Educação. No Samaritano esses espaços proporcionam diversas experiências de aprendizagem, diminuem o risco de transmissão de qualquer vírus respiratório e garantem às crianças um crescimento saudável e feliz.

PROGRAMA DE APOIO EMOCIONAL

      O isolamento social gerou muitos questionamentos e deixou muitas pessoas desnorteadas e confusas. Os efeitos da pandemia também impactou o emocional de muitas crianças e jovens. Diante desse cenário, os profissionais da área de psicologia concordam que o retorno às atividades presenciais fará bem à sua saúde mental, pois, as crianças e jovens também dependem daquilo que a escola oferece do ponto de vista social. O convívio com os colegas e professores, no ambiente escolar, possibilita o desenvolvimento de competências sociais e emocionais. Porém, antes de colocar em prática o plano de recuperação das aprendizagens, o Samaritano reconhece a importância de dar voz às emoções dos professores, alunos e familiares. Isso justifica a criação do Projeto Acolher.

APOIO EMOCIONAL AOS ALUNOS

    O ano letivo 2021 exigirá ajustes e considerações, envolvendo processos de liberação do estresse e o restabelecimento da sensação de calma e segurança, pois, muitos alunos vivenciaram um longo período de crise por conta da pandemia do COVID-19. Assim, a escola estará atenta às mudanças comportamentais e relacionais advindas do período de confinamento, de isolamento social, buscando compreender essa nova realidade e organizando-se para a implementação de ações e estratégias que possibilitem a continuidade dos estudos.

    Muitos lares vivenciaram uma situação de insegurança gerada pela pandemia, na qual se potencializou um cenário em que a economia também ficou afetada. A empregabilidade dos familiares e responsáveis foi colocada em risco e o excesso de tempo de convívio em casa, possivelmente, tenham produzido a iminência de conflitos. O Samaritano considerará as emoções dos estudantes, uma vez que saber lidar com situações adversas previne-se a desestabilidade do convívio social.

       A reprodução de restrições de contato social dentro do ambiente escolar também poderá acarretar impactos no estado emocional dos alunos, que é considerado um dos motores da aprendizagem. A escola providenciará um espaço de acolhimento e de escuta com profissionais da área de psicologia para atender os alunos que tiverem necessidade.

     Além do apoio psicológico e do acolhimento emocional, outra forma de minimizar os impactos do período da pandemia nos alunos é por meio do desenvolvimento das chamadas “competências socioemocionais”. Os professores desenvolverão um trabalho em torno das competências socioemocionais preconizadas de forma transversal na BNCC, tais como: resiliência, adaptabilidade, confiança e tolerância ao estresse e à frustração. 

APOIO EMOCIONAL AOS PROFESSORES

   No período de isolamento social ou de confinamento, a interação virtual, provavelmente, tornou-se um grande desafio para muitos professores. Foi necessário reinventar práticas pedagógicas, a forma de ministrar as aulas, de conduzir processos de ensino-aprendizagem, de ser criativo e superar limitações preexistentes quanto ao possível uso de tecnologias na Educação. Seguramente, tudo isso veio como resposta adaptativa em tempo muito curto.

     Toda essa movimentação ocorreu aliada as angústias diante de um cenário de pandemia e da necessidade de gerir a entrada dos estudantes e das famílias nas aulas on-line e nas plataformas digitais. É fato que os educadores passaram a reestruturar suas práticas profissionais, ao mesmo tempo em que administravam seus lares. Entre trabalho e família, sentimentos como angústia, insegurança e medo diante do inesperado se potencializaram como também a esperança de reencontro presencial da comunidade educativa. Há relatos de extrema exaustão entre os profissionais de educação de outros países que passaram por este período de rápida adaptação e retomada das atividades.

    Diante dessas considerações, no ano letivo 2021, os professores precisarão estar atentos às suas próprias emoções. Grupos de apoio entre pares serão estimulados na escola, para dialogarem sobre as experiências durante a pandemia, bem como as vividas dentro da escola. O fortalecimento do educador é um processo significativo para que se permita a liberação de estresse, a restauração da sensação de calma, de segurança pessoal, além dele se sentir acolhido. É importante que esse profissional conte com tal suporte, no ambiente escolar, para que ele possa dar apoio aos estudantes.

APOIO EMOCIONAL ÀS FAMÍLIAS

    Com o fechamento das escolas durante o isolamento social, as famílias vivenciaram momentos difíceis. O aumento do tempo de convivência familiar e o estresse, relacionados aos impactos advindos do trabalho, podem ter alterado as relações familiares e provocado rupturas nesse convívio. A escola estará atenta a essas famílias e em 2021 continuará dando o suporte psicológico, emocional, familiar e espiritual através do Projeto Acolher.

FORMAÇÃO COTINUADA: EDUCAÇÃO 4.0 E AS COMPETÊNCIAS SOCIOEMOCIONAIS

       Os professores do Instituto Samaritano participarão, durante o ano letivo 2021, de uma formação ministrada pela Dra. Priscila Alvarenga Cardoso Gimenes que é professora adjunta da faculdade de educação na Universidade Federal de Uberlândia.

     O intuito dessa formação é contribuir com os professores que atuam no Instituto Samaritano de Ensino buscando a consolidação de uma identidade profissional voltada para as necessidades do século XXI.

    A educação no pós-pandemia exigirá que a escola promova mudanças em suas propostas educativas levando em conta as competências socioemocionais preconizadas de forma transversal na BNCC e esteja atenta aos paradigmas educacionais da Educação 4.0. Para tanto, é necessário assegurar que os profissionais da educação construam conhecimentos específicos para atuar nessa nova escola e saibam lidar com os diversos desafios impostos por essa nova educação.

ENSINO HÍBRIDO

Previous
Next

     O CNE (Conselho Nacional de Educação) aprovou no dia 06 de outubro de 2020 uma resolução que garante o Ensino Remoto até o fim de 2021. De acordo com o CNE o ensino remoto deverá funcionar concomitantemente com o ensino presencial, o que caracteriza o Ensino Híbrido.

O QUE É ENSINO HÍBRIDO?

      O ensino híbrido é uma metodologia que envolve tanto as aulas presenciais quanto as remotas. Nesse modelo o conhecimento é produzido com o apoio de ferramentas da tecnologia digital.

         Um Ensino Híbrido de qualidade exige: 

     Essa forma de aprendizagem inovadora e promissora tende a crescer cada vez mais. Porém, os objetivos não serão plenamente alcançados se houver problemas técnicos e acessibilidade inadequada. Por isso, o Instituto Samaritano de Ensino tem investido tanto na Infraestrutura Educacional, colocando à disposição dos professores e alunos tecnologias que dão suporte a esse modelo, como também na formação permanente do docente proporcionando-lhe a inserção neste novo cenário, garantindo a excelência no processo ensino-aprendizagem.

PROTOCOLO DE BIOSEGURANÇA
E MEDIDAS SANITÁRIAS

       Através de campanhas de conscientização, o Samaritano oferecerá orientações permanentes sobre os cuidados a serem tomados, de acordo com o disposto pelas autoridades sanitárias. A instituição seguirá todas as medidas de saneamento recomendadas pelos órgãos oficiais da saúde, tais como: 

   Desenvolveremos um plano de capacitação para toda equipe da escola com relação aos procedimentos e protocolos recomendados para o COVID-19. A escola trabalhará com profissionais da área de saúde para dar um suporte aos alunos e colaboradores.

  É importante que o aluno providencie um kit segurança contendo: 

      Haverá obrigatoriedade de uso de máscara e os alunos serão orientados a substituí-la a cada 4 horas. Orientaremos a higienização correta das mãos e sobre o não compartilhamento de brinquedos, canetas, lápis, fone de ouvido, celulares, livros, cadernos e materiais de uso pessoal que não possam ser higienizados de imediato.

      Os parquinhos terão limite de crianças e suas mãos serão higienizadas na entrada e saída. Sempre que sair e voltar à sala de aula, o aluno higienizará suas mãos com álcool em gel.

O Samaritano está realizando o melhor Ensino Remoto em tempos de pandemia e estamos preparados para qualquer excepcionalidade na Educação em 2021. Clique no botão e conheça o nosso Ensino Remoto.

ESTAMOS OTIMISTAS E CONFIANTES DE QUE APRENDEREMOS COM OS NOVOS DESAFIOS. ASSIM, SEGUIMOS EM FRENTE ORANDO E CONFIANDO NA PROMESSA BÍBLICA: “LANCEM SOBRE ELE TODA A VOSSA ANSIEDADE, PORQUE ELE TEM CUIDADO DE VÓS” 1º PEDRO 5:7

Open chat